Crescimento Sólido

DESTAQUES DE TODO O ANO DE 2018

- Total de pedidos + 8% 1, em todas as divisões e regiões- Receitas + 4%, forte crescimento em Robotics and Motion

- Carteira de pedidos + 6% no final do ano, índice book-to-bill2 em 1,03x- ABB Ability ™ impulsiona o crescimento em todas as divisões

- Margem do EBITA operacional 10,9% 2, impactada por uma combinação de 250 pontos-base, devido a custos irrecuperáveis, encargos por projetos não essenciais herdados e diluição do GEIS

- Lucro líquido reportado em US $ 2,173 bilhões,

-2%- Fluxo de caixa das atividades operacionais em aprox. US $ 3 bilhões

- Anunciada Nova ABB

  • Foco do portfólio em indústrias digitais através do desinvestimento de Power Grids    
  • Simplificação do modelo de negócios e da estrutura         
  • Moldar quatro empresas líderes alinhadas com os padrões do cliente

- Aquisição da GEIS concluída em 30 de junho de 2018

- CHF 0,80 de dividendo proposto por ação

DESTAQUES DO QUARTO TRIMESTRE

- Total de pedidos + 7%, maior em todas as divisões e regiões

- Receitas + 5%

- Margem do EBITA operacional de 7,9%, impactada por 400 pontos-base combinados devido a custos irrecuperáveis, legado de gastos com operações não essenciais e diluição de GEIS

- Fluxo de caixa sólido das atividades operacionais em aprox. US $ 1,9 bilhão

- Sylvia Hill sucederá Jean-Christophe Deslarzes como Diretora de Recursos Humanos e membro do Comitê Executivo, a partir de 1º de junho de 2019

Downloads

Press release - English (PDF/0.17MB)

Press release - German (PDF/0.18MB)

Financial information statements (XLSX/0.03MB)

Financial information (PDF/2MB)

Group results presentation (PDF/1.3MB)

Em 17 de dezembro de 2018, a ABB anunciou a venda acordada de sua divisão Power Grids. Consequentemente, os resultados do negócio de Power Grids são apresentados como operações descontinuadas. Para todos os períodos, os resultados da empresa foram ajustados de acordo.

 “Em 2018, trouxemos a empresa de volta ao crescimento e apresentamos sólido crescimento de pedidos e da receita.Impulsionamos a dinâmica de ponta com a nossa oferta líder em Robotics and Motion e desempenhamos um papel importante na recuperação contínua das indústrias de processo com nosso negócio de automação industrial e as soluções digitais do ABB Ability ™.Continuaremos a impulsionar as melhorias operacionais em Electrification Products e em toda a nossa empresa ”, disse o CEO da ABB, Ulrich Spiesshofer.

“No final de 2018, definimos o curso para uma nova ABB como líder pioneira em tecnologia em indústrias digitais.Anunciamos três ações transformadoras para focar nosso portfólio, simplificar e fundamentalmente redefinir nosso modelo de negócios, bem como fortalecer as posições de liderançanos negócios de nossa empresa.Nossa confiança no futuro da ABB está refletida no 10º aumento consecutivo de dividendos, proposto em CHF 0,80 ”.

Expectativa de curto prazo

Os sinais macroeconômicos são mistos na Europa e tendem positivamente nos Estados Unidos, com expectativa de crescimento continuado na China. Em geral, o mercado global está crescendo, com incertezas geopolíticas crescentes em várias partes do mundo.Espera-se que os preços do petróleo e os efeitos da conversão cambial continuem a influenciar os resultados da empresa.

Resultados do ano de 2018 do Grupo

A ABB apresentou um forte desempenho em pedidos e receita em 2018. A oferta de soluções digitais do grupo, ABB Ability ™, continuou consolidando sua posição de liderança no mercado. O total de pedidos foi 8% maior (14% em dólares), com fortes contribuições positivas de Robotics and Motion e Industrial Automation, além do sólido desempenho de Electrification Products.O total de pedidos exibiu tendência de crescimento semelhante em todas as regiões. Os pedidos de base (classificados como pedidos abaixo de US $ 15 milhões) melhoraram 6% (14% em dólares) em 2018, aumentando em todas as divisões e regiões.As grandes encomendas aumentaram 45% (20% em dólares), embora com baixa base comparativa, e representaram 7% do total de pedidos, em comparação com 6% no ano anterior.As ordens de serviço foram 7% maiores (12% em dólares americanos) e, agora, representam 19% do total de pedidos.

As receitas melhoraram 4% (10% em dólares americanos) para US $ 27,662 bilhões.As receitas cresceram em todas as divisões, com forte desempenho de Robotics and Motion e contribuições robustas de Electrification Products e Industrial Automation. As receitas de serviços aumentaram 7% (11% em dólares) para 19% das receitas do grupo.O índice book-to-bill ficou em 1,03x em 2018, contra 0,99x no ano anterior.

A ABB continuou a mudar seu centro de gravidade, reduzindo o risco do portfólio e melhorando as perspectivas de crescimento orgânico. A saída das atividades de EPC (Engenharia, Aquisição e Construção) progrediu à medida em que a ABB transferiu seu negócio de Subestação CA pronta para uso para a Linxon, uma nova joint venture com a SNC Lavalin. A ABB continua a desembaraçar os contratos remanescentes de EPC herdados remanescentes, os quais impactaram os resultados reportados durante o período para a unidade de negócios não essenciais em Corporate e outros. A ABB fortaleceu a competitividade de sua divisão de Electrification Products através da aquisição da GE Industrial Solutions (“GEIS”), em 30 de junho de 2018. Os esforços de integração estão bem encaminhados. O desempenho da GEIS, no segundo semestre de 2018, está alinhado com as expectativas da administração.

A ABB anunciou ações fundamentais para focar, simplificar e liderar as indústrias digitais em 17 de dezembro de 2018. As ações do grupo incluíram o desinvestimento do negócio de Power Grids. Como conseqüência da venda anunciada, agora, os resultados do negócio de Power Grids são apresentados como operações descontinuadas e o grupo refletiu custos irrecuperáveis em seu resultado do EBITA operacional para os períodos de 2017 e 2018, em linha com a orientação fornecida como parte do anúncio em 17 de dezembro de 2018. Estes custos ​​são serviços prestados pelo grupo a Power Grids que não se qualificam para serem relatados como operações descontinuadas. Esses serviços incluem imóveis, TI e outros serviços corporativos compartilhados. A empresa espera que a grande maioria desses custos seja transferida para Power Grids, ou eliminada, até o fechamento da transação, que está previsto para o primeiro semestre de 2020.

Em 2018, o EBITA operacional da empresa atingiu US $ 3,005 bilhões, um aumento de 7% em dólares americanos (5% em moeda local), incluindo custos irrecuperáveis de US $ 297 milhões. A margem do EBITA operacional foi de 10,9%, incluindo 110 pontos básicos relacionados a custos irrecuperáveis, bem como uma taxa de 100 pontos base relacionada a atividades de negócios não essenciais herdadas e uma diluição de 40 pontos básicos da GEIS.

O lucro líquido atribuível à ABB de US $ 2.173 milhões foi 2% menor em comparação a 2017. O EPS básico foi 2% mais baixo, a $ 1,02. O EPS operacional foi de US $ 1,33, um aumento de 8% em moeda constante2.

O fluxo de caixa das atividades operacionais5 de US $ 2,924 bilhões para o ano inteiro foi 23% menor ano a ano. Isto se deve, principalmente, ao menor caixa de operações descontinuadas, bem como a prazos menos favoráveis ​​dos pagamentos de impostos. O capital de giro líquido de US $ 2,584 bilhões ficou em 9% das receitas no final de 2018, comparado a 10% no final do período do ano anterior. As despesas de capital para o grupo foram de US $ 772 milhões durante o ano, no mesmo nível de 2017. O fluxo de caixa livre ajustado2 de US $ 2,024 bilhões ficou 31% abaixo do ano anterior.

Dividendo

O conselho da ABB propôs um dividendo ordinário de 0,80 francos suíços por ação para 2018, sujeito à aprovação dos acionistas na assembleia geral anual da empresa, em 2 de maio de 2019. A proposta está alinhada com a política de dividendos da ABB de pagar dividendos crescentes e sustentáveis ​​ao longo do tempo. As datas de ex-dividendo e de pagamento na Suíça devem ser em maio de 2019. Maiores informações estarão disponíveis no site da ABB.

Resultados do Grupo no quarto trimestre de 2018

Pedidos

O total de pedidos subiu 7% (10% em dólares), em todas as divisões e regiões em comparação com um ano atrás. Os pedidos de base aumentaram 5% (11% em dólares), maiores em todas as divisões durante o trimestre. As grandes encomendas representaram 5% do total de pedidos; estável em comparação com o período do ano anterior. A carteira de pedidos subiu 6% (5% em dólares) em comparação com um ano atrás, melhorando em todas as divisões, para terminar o ano em US $ 13,1 bilhões.

As ordens de serviço subiram 5% (7% em dólares americanos). As ordens de serviço representam 20% do total de pedidos, em comparação com 21% no período do ano anterior.

As mudanças no portfólio de negócios, incluindo a aquisição da GEIS, resultaram em um impacto positivo de 8% no total de pedidos reportados. Neles, os efeitos da conversão cambial tiveram um impacto negativo de 5%.

Visão geral do Mercado

No trimestre, a ABB percebeu tendências positivas de pedidos em suas três regiões:

- O total de pedidos da Europa subiu 4% (5% em dólares), com contribuições positivas da Itália, Suécia, Holanda e França, superando as contribuições mais baixas da Alemanha, Noruega e Espanha. Os pedidos de base aumentaram 2% (2% em dólares americanos). 

- O total de pedidos das Américas aumentou 11% (32% em dólares americanos). As encomendas dos Estados Unidos cresceram 8% (38% em dólares) e também melhoraram no México e no Brasil. Os pedidos de base das Américas aumentaram 13% (37% em dólares americanos).

- Na Ásia, Oriente Médio e África (AMEA), o total de pedidos cresceu 7% (estável em dólares americanos), apoiado pelo crescimento na China, Índia e Japão. Na China, a demanda foi mais branda nos mercados finais selecionados, mas permaneceu positiva, com o total de pedidos subindo 6% (6% em dólares). Os pedidos de base para AMEA ficaram estáveis ​​(1% menores em dólares americanos).

A demanda foi apoiadora na maioria dos principais segmentos de clientes da ABB: 

- A ABB percebeu uma demanda saudável das indústrias de processo, incluindo petróleo e gás, mineração, e papel e celulose, com os clientes continuando a investir em automação e soluções digitais. 

- A demanda entre setores distintos permaneceu sólida, incluindo o crescimento contínuo do setor de alimentos e bebidas. A demanda foi forte no mercado automotivo, com clientes buscando soluções de robótica tanto para linhas de montagem de carros a combustão, quanto elétricos, mais do que compensando os investimentos mais leves de clientes no setor de eletrônicos de consumo.

- A demanda por transporte e infraestrutura foi positiva. A demanda de clientes relacionados a construção e edificação foi robusta. O crescimento de data centers continuou com a demanda do cliente focada em soluções combinadas de automação e distribuição. A ABB percebeu outras atividades em navios de cruzeiro e de clientes ferroviários.

Receitas

As receitas melhoraram 5%, para US $ 7,395 bilhões (9% em dólares), com forte crescimento em Robotics and Motion, desempenho robusto de Electrification Products e um resultado constante de  Industrial Automation. As receitas de serviços aumentaram 4%  (8% em dólares), melhoradas pelo portfólio digital líder da ABB, as soluções ABB Ability ™. Os serviços representaram 20% da receita total, estável em relação ao período do ano anterior.

As mudanças no portfólio de negócios, incluindo a aquisição da GEIS, contribuíram com um resultado líquido positivo de 8% para as receitas reportadas. As variações nas taxas de câmbio resultaram em um impacto negativo na conversão sobre as receitas reportadas de 4%.

O índice book-to-bill ficou em 0,94x no trimestre, contra 0,93x no período do ano anterior.

EBITA operacional

No quarto trimestre, o EBITA operacional de US $ 584 milhões foi 12% menor em dólares americanos (10% em moedas locais) em comparação com o mesmo período do ano anterior. A margem de 7,9 por cento do EBITA operacional, incluiu US $ 72 milhões, ou um impacto de 100 pontos-base de custos irrecuperáveis. Além disso, o EBITA operacional reflete um impacto de 260 pontos-base de encargos para atividades não essenciais herdadas, principalmente relacionadas a subestações, e um impacto de 40 pontos básicos devido à aquisição da GEIS.

Lucro líquido, lucro básico e operacional por ação

O lucro líquido foi de US $ 317 milhões, 19% menor, comparado ano a ano. O lucro básico por ação de US $ 0,15 também mudou o mesmo valor em termos percentuais. O lucro operacional por ação de US $ 0,30 foi 9% menor e 6% em moeda constante4.

Fluxo de caixa de atividades operacionais

O grupo apresentou sólido fluxo de caixa de atividades operacionais de US $ 1,867 bilhões, estável em comparação com o fluxo de caixa similarmente forte apresentado no período do ano anterior. O foco contínuo no capital de giro teve um impacto positivo em comparação com o mesmo período do ano anterior, compensado pelo momento menos favorável dos pagamentos de impostos e uma menor contribuição de operações descontinuadas.

Desempenho divisional do 4º Trim.

A partir de 1º de janeiro de 2018, a responsabilidade de gerenciamento e supervisão de certos negócios de engenharia, suprimento e construção (EPC), anteriormente incluídos nos segmentos operacionais de Industrial Automation e Robotics and Motion, e o antigo negócio de Power Grids, foram transferidos para um novo núcleo de operações dentro da organização corporativa. A divisão Power Grids foi transferida de operações continuadas para operações descontinuadas. Todos os valores relatados anteriormente foram ajustados de maneira consistente com essas mudanças no portfólio.

Electrification Products

O total de pedidos aumentou 2% (23% em dólares) e os pedidos de base de terceiros aumentaram 3% (27% em dólares). A boa demanda por produtos foi atenuada por um volume menor de pedidos para  sistemas. As receitas melhoraram 3% (23% em dólares), impulsionadas pelo crescimento em nossos negócios de ciclo curto. A margem do EBITA operacional foi 300 pontos-base mais baixa ano-a-ano, a 11,7%. A integração da GEIS diluiu as margens em 210 pontos base, conforme as expectativas. Excluindo a GEIS, as margens operacionais foram impactadas por encargos contratuais negativos no valor de aproximadamente 90 pontos base, que superaram o mix positivo, redução de custos e ações de precificação durante o trimestre.

Industrial Automation

Em comparação com o mesmo período do ano anterior, os pedidos totais melhoraram 8% (4% em dólares), impulsionados pela atividade seletiva de grandes encomendas, enquanto os pedidos de base de terceiros aumentaram 4% (estável em dólares). Durante o trimestre, a atividade de pedidos para navios de cruzeiro e indústrias de processo, incluindo mineração, e celulose e papel, foi forte. As receitas ficaram estáveis ​​(4% mais baixas em dólares americanos). A margem do EBITA operacional de 12,9% reflete a mudança no mix de negócios, bem como uma cobrança única, devido à inadimplência de um cliente que impactou a margem divisional em aproximadamente 80 pontos base.

Robotics and Motion

A divisão viu a continuidade do ritmo de pedidos com um total de 11% (7% em dólares), e os pedidos de base de terceiros subindo 6% (2% em dólares). O crescimento dos pedidos foi alcançado em todas as regiões, apoiado por grandes pedidos de clientes automotivos e ferroviários e pela demanda contínua das indústrias de processo. As receitas aumentaram 11% (7% em dólares americanos). A margem do EBITA operacional, a 15,0%, aumentou 120 pontos base ano-a-ano, impulsionada por volumes positivos e gestão contínua de custos.

Destaques de 2018

Durante 2018, a ABB registrou um forte impulso nos pedidos em todas as divisões e regiões. A liderança tecnológica pioneira da empresa em indústrias digitais avançou, com o ABB Ability ™ reconhecido mundialmente por analistas do setor como número 1 em software de sistemas de controle distribuído e de gerenciamento de ativos empresariais. O ABB Ability ™ foi lançado em 2017 e oferece mais de 220 soluções digitais, que permitem que as empresas aumentem a produtividade e a segurança, a custos mais baixos. Por exemplo, a ABB e a Helsinki City Transport realizaram, no final de 2018, um teste inovador de uma balsa de passageiros operada remotamente, que foi adaptada com o novo sistema de posicionamento dinâmico da ABB, ABB Ability ™ Marine Pilot Control, e dirigida a partir de um centro de controle em Helsinque.

A ABB continua investindo em seu futuro. Durante o ano de 2018, o grupo anunciou um investimento de 100 milhões de euros para construir um campus de P&D de ponta, na Áustria, e um investimento de US $ 150 milhões para construir um local avançado de fabricação de robótica flexível, incluindo também um centro de excelência em Inteligência Artificial. em Xangai, na China.

A aquisição da GEIS, concluída em 30 de junho de 2018, reforçou a competitividade de Electrification Products, particularmente no atrativo mercado norte-americano. A ABB almeja sinergias de US $ 200 milhões por ano da GEIS, até 2022.Em 17 de dezembro de 2018, a ABB anunciou a venda acordada de seus negócios de Power Grids, expandindo sua parceria existente com a Hitachi. Paralelamente, a ABB anunciou sua intenção de simplificar a estrutura de negócios e moldar quatro novos negócios líderes: Electrification, Industrial Automation, Robotics and Motion e Discrete Automation. A ABB espera um total de US $ 500 milhões em reduções de custo anualizados, no médio prazo. Espera-se que cerca de US $ 500 milhões de custos de reestruturação e implementação sejam realizados até 2020. A ABB está visando uma meta de médio prazo de margem do EBITA operacional do grupo de 13 a 16%. Hoje, as novas metas de margem para as quatro empresas estão disponíveis na atualização da estratégia da ABB (mais detalhes podem ser encontrados em www.abb.com).

Mudanças na administração

A ABB anunciou hoje a nomeação de Sylvia Hill (59) como Diretora de Recursos Humanos e membro do Comitê Executivo, a partir de 1º de junho de 2019. Ela sucede a Jean-Christophe Deslarzes (55), que decidiu se afastar para seguir uma carreira não executiva. Sylvia Hill ingressou na equipe de Recursos Humanos (RH) da ABB em 1993 e ocupou cargos de crescente responsabilidade dentro da função de RH, incluindo chefe de RH da divisão de Robotics and Motion, gerente de RH na França e na República Tcheca e chefe de RH da Região do Mediterrâneo. Atualmente, ela é Group Function Head of Global HR e de HR Transformation.

"Sylvia traz uma vasta experiência em RH, gerenciamento de mudanças e gestão de talentos para o cargo", disse o CEO da ABB, Ulrich Spiesshofer. “Estou muito feliz em receber Sylvia no Comitê Executivo. Gostaria de agradecer a JC Deslarzes por sua excelente contribuição como Diretor de Recursos Humanos nos últimos cinco anos. Sob sua liderança, a ABB desenvolveu uma estratégia de gerenciamento de talentos e desenvolvimento de pessoas de classe mundial para a era digital e melhorou significativamente sua atratividade para jovens talentos ”.

Deslarzes continuará dando suporte à transformação da ABB até o início de 2020 e se reportará diretamente ao CEO Ulrich Spiesshofer. Ele permanecerá como presidente não executivo da ABB India.

Em dezembro de 2018, a ABB anunciou a nomeação de Morten Wierod, atual diretor de unidade de negócios de Drives, como líder de negócios do recém-criado Motion Business. Ele se tornará membro do Comitê Executivo em 1º de abril de 2019.

Perspectivas de curto e longo prazos

Os sinais macroeconômicos são mistos na Europa e estão tendendo positivamente nos Estados Unidos, com a continuação do crescimento esperado na China. Em geral, o mercado global está crescendo, com incertezas geopolíticas crescentes em várias partes do mundo. Espera-se que os preços do petróleo e os efeitos da conversão cambial continuem a influenciar os resultados da empresa.

Globalmente, os negócios da ABB são número 1 ou 2 em mercados atraentes e muito tradicionais. O mercado acessível da empresa para seus novos negócios Electrification, Industrial Automation, Motion, and Robotics and Discrete Automationdeverá crescer a longo prazo a 3,5 a 4% ao ano.

Mais informações

O press release do 4º Trimestre de 2018 e os documentos de informações financeiras estão disponíveis no ABB News Center em www.abb.com/news e na página de Relações com Investidores em www.abb.com/investorrelations.

ABB sediou uma coletiva de imprensa, hoje, às 9:00 - Hora Central Europeia (CET) (08:00 BST, 3:00 a.m. EDT). O evento estará acessível por webcast em .https://new.abb.com/media/media-event---strategy-update-2019.

A ABB sediou uma conferência de analistas e investidores, hoje, a partir das 12:00 hs. CET (11:00 GMT, 6:00 EDT). O evento será transmitido por cerca de 90 minutos, abrangendo os resultados do quarto trimestre e do ano fiscal de 2018, e a apresentação de atualização da estratégia do grupo. O webcast e os materiais relacionados estarão acessíveis a partir das 11h, horário de Brasília, em: https://go.abb/strategy-update-2019.

Uma sessão gravada estará disponível como um webcast em seguida ao término da áudio conferência.

A ABB (ABBN: SIX SwissEx) é líder de tecnologia pioneira em produtos de eletrificação, robótica e movimento, automação industrial e elétrica, atendendo a clientes em concessionárias de serviços, indústria, e transportes e infraestrutura global. Dando continuidade a uma história de inovação, abrangendo mais de 130 anos, a ABB, hoje, está escrevendo o futuro da digitalização industrial com duas claras propostas de valor: trazer a eletricidade de qualquer usina para qualquer tomada e automatizar indústrias de recursos naturais para produtos acabados. Como parceira no título da fórmula E, a classe internacional de automobilismo totalmente elétrico da FIA, a ABB está ampliando as fronteiras da mobilidade ao contribuir para um futuro sustentável. ABB opera em mais de 100 países com aproximadamente 147.000 colaboradores. www.ABB.com

Aviso importante sobre as informações prospectivas

Este press release inclui informações e declarações prospectivas, bem como outras declarações sobre as perspectivas de nossos negócios, incluindo aquelas nas seções deste release intituladas “Perspectivas de curto prazo”, “Resultados de todo o ano de 2018 do Grupo”, “Destaques de 2018”. ”E“ Perspectivas de curto e longo prazo ”. Essas declarações são baseadas nas expectativas, estimativas e projeções atuais sobre os fatores que podem afetar nosso desempenho futuro, incluindo as condições econômicas globais, as condições econômicas das regiões e indústrias que são os principais mercados para a ABB Ltd. Essas expectativas, estimativas e projeções são geralmente identificável por declarações contendo palavras como “espera”, “acredita”, “estima”, “visa”, “pretende”, “aponta” ou expressões similares. No entanto, existem muitos riscos e incertezas, muitos dos quais estão além do nosso controle, que podem fazer com que nossos resultados reais sejam materialmente diferentes das informações prospectivas e declarações feitas neste press release e que podem afetar nossa capacidade de alcançar qualquer ou todos dos nossos alvos declarados. Os fatores importantes que podem causar tais diferenças incluem, entre outros, riscos de negócios associados ao ambiente econômico global volátil e condições políticas, custos associados às atividades de conformidade, aceitação do mercado de novos produtos e serviços, mudanças nos regulamentos governamentais e taxas de câmbio, e tais outros fatores que podem ser discutidos de tempos em tempos nos registros da ABB Ltd junto à Comissão de Valores Mobiliários dos EUA, incluindo seus Relatórios Anuais no Formulário 20-F. Embora a ABB Ltd acredite que suas expectativas refletidas em qualquer declaração prospectiva sejam baseadas em suposições razoáveis, ela não pode garantir que essas expectativas serão alcançadas.

Zurich, 28 de Fevereiro de 2019

Ulrich Spiesshofer, CEO

Compartilhe este artigo

Facebook LinkedIn Twitter WhatsApp