Resultados do terceiro trimestre de 2019

MANTENDO O CURSO EM MERCADOS MAIS DIFÍCEIS

- Total de pedidos -1%, carteira de pedidos +3%

- Receitas e book-to-bill estáveis

- Margem EBITA operacional de 11,7%, +20 pontos base; impactada em 70 pontos base por custos ociosos

- Receita de operações contínuas, líquida de impostos, US$ 422 milhões, -1%

- Lucro líquido de US$ 515 milhões, -15%

- LPA (Lucro por ação) operacional US$ 0,33, -7%

- Fluxo de caixa das atividades operacionais: US$ 670 milhões, + 19%, entrega de caixa sólida esperada para o ano inteiro

- Björn Rosengren nomeado CEO, a partir de 1º de março de 2020

"O Grupo apresentou um desempenho robusto no trimestre em face das condições macroeconômicas mais fracas, que afetaram alguns dos mercados de nossos clientes, sobretudo robótica e automação", disse Peter Voser, Chairman e CEO da ABB.

Ele acrescentou: “Estamos mantendo o rumo e buscando um crescimento a longo prazo, mantendo-nos firmemente focados no gerenciamento de custos em resposta a uma demanda menor, enquanto progredimos em nossa agenda de transformação. Continuamos a impulsionar a estratégia, instilando uma cultura de empoderamento e alto desempenho. ”

Números Chave

variação

Variação

(em milhões de dólares, salvo indicação em contrário)

Q3 2019

Q3 2018

US$

Compa-rável1

9M 2019

9M 2018

US$

Compa-rável1

Pedidos

6,688

6,917

-3%

-1%

21,702

21,605

0%

+1%

Receitas

6,892

7,095

-3%

0%

20,910

20,267

+3%

+2%

Receita Operacional

577

617

-6%

1,290

1,951

-34%

EBITA2 Operacional

806

814

-1%

0%

2,397

2,421

-1%

+3%4

conforme % das receitas operacionais

11.7%

11.5%

+0.2pts

11.5%

11.9%

-0.4pts

Lucro (prejuízo) das operações continuadas, líquido de impostos

422

427

-1%

783

1,365

-43%

Lucro líquido atribuível à ABB

515

603

-15%

1,114

1,856

-40%

LPA Básico ($)

0.24

0.28

-15%3

0.52

0.87

-40%3

LPA Operacional ($)2

0.33

0.34

-3%3

-7%3

0.98

1.03

-6%3

-5%3

Fluxo de caixa das atividades operacionais

670

565

+19%

414

1,057

-61%

Em 17 de dezembro de 2018, a ABB anunciou uma venda acordada de seus negócios de Power Grids. Consequentemente, os resultados do negócio de Power Grids são apresentados como operações descontinuadas. Os resultados da empresa para todos os períodos foram ajustados de acordo.

_________________

O valor representa o total para operações contínuas e descontinuadas.

Perspectivas de curto prazo

Os indicadores macroeconômicos estão misturados na Europa e na China, enquanto enfraquecem nos EUA. Os mercados globais permanecem afetados por incertezas geopolíticas.

Em comparação com os indicadores macroeconômicos nos mercados finais em que a ABB opera, há sinais de resiliência, com ventos contrários em alguns mercados, principalmente em manufatura discreta. Prevê-se que os preços do petróleo e os efeitos da conversão cambial continuem a influenciar os resultados da empresa.

Resultados do terceiro trimestre de 2019

“O Grupo obteve um sólido resultado em Electrification e Motion, contrariando fortes ventos contrários em Robotics & Discrete Automation. Reconhecemos um impacto negativo da reavaliação de um grande projeto em Industrial Automation”, disse Timo Ihamuotila, CFO da ABB.

“Para o ano como um todo, continuamos esperando um ligeiro crescimento da receita e margens operacionais aprimoradas. Somos encorajados a ver a integração do GEIS e a implementação do nosso modelo operacional ABB-OS começando a melhorar o desempenho do Grupo no longo prazo.”

Resumo dos resultados do Grupo

No trimestre, o negócio de Industrial Automation teve uma reavaliação específica de projeto, que reduziu a receita total em 1%. A margem operacional do EBITA de 11,7% foi impactada por 190 pontos base combinados, incluindo aproximadamente 90 pontos base devido à reavaliação específica de projeto em Industrial Automation, aproximadamente 70 pontos base de custos ociosos e aproximadamente 30 pontos base de cobrança em legado de negócios não essenciais.

As operações contínuas refletiram o desempenho resiliente dos negócios, apesar dos ventos contrários no negócio Robotics & Discrete Automation. Em comparação com o mesmo período do ano anterior, o resultado se beneficiou de uma menor taxa de execução no EBITA operacional Corporate & Other, consistente com a eliminação contínua de custos ociosos, melhoria nos negócios não essenciais e economia proporcionada pelo programa de simplificação.

Além disso, o lucro líquido foi impactado pelo menor lucro líquido das operações descontinuadas.

Pedidos

Os pedidos foram 1% menor (3% em dólares) no trimestre em comparação com o mesmo período do ano anterior. O crescimento moderado em Industrial Automation e o ligeiro crescimento em Electrification e Motion foram superados pela demanda mais fraca em Robotics & Discrete Automation. Os efeitos da conversão cambial tiveram um impacto negativo líquido de 1% nos pedidos e as alterações no portfólio tiveram um impacto negativo líquido de 1%.

Os pedidos de serviço, que representaram 19% do total de pedidos, foram 2% menores (5% em dólares) em uma base ano a ano. Pedidos maiores representaram 5% dos pedidos, uma queda de 1% em relação ao mesmo período do ano anterior.

A carteira de pedidos aumentou 3% (3% menor em dólares).

Visão geral do Mercado

Em base regional:

- Os pedidos da Europa foram 2% menores (6% em dólares). Os mercados de grandes países, incluindo Suécia e Itália, mantiveram-se estáveis. Os pedidos da França, Reino Unido e Espanha avançaram, enquanto na Suíça, Finlândia e Noruega os pedidos diminuíram quando comparados ao mesmo período do ano anterior. Na Alemanha, os pedidos foram 1% menores (5% em dólares).

  • - Os pedidos nas Américas foram 1% inferiores (1% em dólares), com um bom desenvolvimento de pedidos do Canadá, mas com desempenho misto em outros lugares. Os pedidos dos Estados Unidos foram 1% menores (1% em dólares).
  • - Na Ásia, Oriente Médio e África (AMEA), os pedidos subiram 1% (3% mais baixos em dólares). Os pedidos foram mais baixos na China e na Coréia do Sul, mas cresceram bem na Índia, Japão, Cingapura e Emirados Árabes Unidos. Na China, os pedidos foram 5% menores (7% menores em dólares).

Principais segmentos de clientes da ABB:

  • - Nas indústrias de processo, os gastos operacionais contínuos, principalmente de clientes de petróleo e gás e produtos químicos, refletiram-se em um sólido crescimento de pedidos. Os mercados convencionais de geração de energia foram moderados.
  • - Os setores automotivo tradicional e de indústrias correlatas, bem como os mercados de fabricantes de máquinas e de 3C, enfrentaram dificuldades, o que prejudicou o crescimento da ABB. A ABB continuou a observar um forte crescimento na automação de armazéns.
  • - Nos setores de transporte e infraestrutura, continuaram os investimentos em transporte ferroviário, marítimo e portuário, ausentes os grandes pedidos que beneficiaram o período comparativo. Uma forte demanda foi evidente nos mercados de data centers, mobilidade elétrica e renováveis. A atividade de construção civil foi robusta, com forte crescimento nas soluções de automação predial.

Receitas

A receita foi estável (3% menor em dólares). Motion e Electrification aumentaram, no entanto, as receitas foram menores em Industrial Automation e Robotics & Discrete Automation. O negócio Industrial Automation teve uma reavaliação específica do projeto, que reduziu a receita total em 1%. As mudanças nas taxas de câmbio resultaram em um impacto negativo da conversão nas receitas relatadas de 2% e as mudanças no portfólio também tiveram um impacto negativo de 1%.

As receitas de serviços aumentaram 5% (3% em dólares). Os serviços representaram 19% da receita total.

A relação book-to-bill no trimestre foi de 0,97x, o mesmo nível de igual período do ano anterior.

Em um cenário de fraqueza contínua em alguns mercados finais, a ABB espera um ligeiro crescimento da receita anual em uma base comparável em 2019, apoiada por sua carteira de pedidos.

EBITA Operacional

O EBITA operacional de US$ 806 milhões foi 1% menor em dólares (estável em moedas locais). A margem operacional do EBITA de 11,7% expandiu 20 pontos base ano a ano.

A reavaliação de um projeto de Industrial Automation reduziu a margem EBITA operacional do Grupo em aproximadamente 90 pontos base no trimestre.

A margem foi impactada em aproximadamente 70 pontos base pelo reconhecimento de custos ociosos. Custos ociosos são serviços prestados pelo Grupo a Power Grids que não se qualificam para serem relatados como operações descontinuadas e que o Grupo espera que sejam predominantemente transferidos para Power Grids ou eliminados com o fechamento da transação (desinvestimento para Hitachi). Custos ociosos de US$ 52 milhões foram reconhecidos no resultado Corporativo e Outros EBITA operacional, US$ 19 milhões a menos que no terceiro trimestre de 2018.

Também registrado no resultado Corporativo e Outros EBITA operacional, há uma cobrança em atividades não essenciais que tiveram um impacto de aproximadamente 30 pontos base na margem EBITA operacional do Grupo.

A ABB espera que as margens operacionais anuais do EBITA melhorem em 2019, auxiliadas por um desempenho GEIS aprimorado, eliminação contínua de custos ociosos, melhorias não essenciais e pelo programa de simplificação da ABB.

Lucro líquido, lucro básico e operacional por ação

O lucro líquido das operações contínuas foi de US$ 422 milhões, 1% menor em relação ao ano anterior.

O lucro líquido das operações descontinuadas foi de US$ 97 milhões, pesando aproximadamente US$ 80 milhões em reavaliações de projetos antes de impostos de alguns grandes projetos na carteira de pedidos de Power Grids. A ABB antecipa uma melhora significativa no desempenho de suas operações descontinuadas a partir do quarto trimestre de 2019.

O lucro líquido do Grupo atribuível à ABB foi de US$ 515 milhões. O lucro básico por ação foi de US$ 0,24, uma redução de 15% em relação ao ano anterior. O lucro operacional por ação de US$ 0,33 caiu 7% em relação ao ano anterior.

Fluxo de caixa das atividades operacionais

O fluxo de caixa das atividades operacionais de US$ 670 milhões se compara a US$ 565 milhões no terceiro trimestre de 2018. Em comparação ao mesmo período do ano anterior, o fluxo de caixa das atividades operacionais em operações contínuas caiu para US$ 611 milhões, ante US$ 625 milhões, enquanto o fluxo de caixa das operações descontinuadas melhorou, de US$ 60 milhões para US$ 59 milhões.

Em relação a um ano atrás, o fluxo de caixa das atividades operacionais contínuas reflete os custos mais altos de reestruturação, parcialmente mitigados pelo momento mais favorável dos pagamentos de impostos sobre a caixa e pela evolução do capital de giro em comparação ao mesmo período do ano passado. O capital de giro líquido como porcentagem da receita foi de 12,8%.

A ABB espera que a entrega sólida de dinheiro durante o ano inteiro continue com as atividades operacionais, sem incluir saídas de caixa para o programa de simplificação e atividades de carve-out e impactos associados aos impostos.

Desempenho dos negócios do 3º Trimestre

(em milhões de dólares, salvo indicação em contrário)

Pedidos

Variação

Receitas

Variação

Op EBITA

Variação

US$

Compa-

rável1

US$

Compa-

rável1

Electrification

3,188

-1%

+1%

3,161

-1%

+1%

14.2%

+0.7pts

Industrial Automation

1,438

+1%

+3%

1,492

-3%

-2%

9.0%

-5.2pts

Motion

1,618

-1%

+1%

1,630

+1%

+3%

17.8%

+0.5pts

Robotics & Discrete Automation

709

-18%

-16%

831

-6%

-3%

12.9%

-2.3pts

Corporate & Other

(265)

(222)

(176)

ABB Group

6,688

-3%

-1%

6,892

-3%

0%

11.7%

+0.2pts

A partir de 1º de outubro de 2018, o negócio Power Grids passou de operações contínuas para descontinuadas. Todos os valores relatados anteriormente foram corrigidos de acordo com essas alterações do portfólio. O resultado Corporate & Other inclui eliminações intersegmentos.

Electrification

Os pedidos subiram 1% (1% menor em dólares), com a demanda na Europa compensando a suavização na China. Os pedidos se beneficiaram de pedidos maiores, em comparação com igual período do ano anterior, com forte demanda por soluções de distribuição e pelo mercado de construção civil. As receitas cresceram 1% (1% abaixo em dólares). A margem operacional do EBITA expandiu 70 pontos base ano a ano, para 14,2%, apoiada pelas ações de integração e precificação do GEIS.

Industrial Automation

Os pedidos cresceram 3% (1% em dólares). O crescimento de pedidos foi mais forte na AMEA e nas Américas, suportado pela sólida demanda de indústrias de processo, incluindo petróleo e gás, atenuadas pela fraqueza na geração de energia convencional. A carteira de pedidos permaneceu estável (4% menor em dólares). A receita foi 2% menor (3% menor em dólares). A margem operacional do EBITA de 9,0% foi 520 pontos base mais baixa.

Os resultados de Industrial Automation foram impactados pela reavaliação de um projeto na África do Sul, que faz parte de seus negócios de geração de energia e está em andamento desde 2015. Essa reavaliação reduziu os pedidos em 2%, a receita em 5% e a margem EBITA operacional em aproximadamente 400 pontos base.

Além disso, o desenvolvimento da margem foi impactado pelo mix desfavorável e pela ausência de efeitos únicos que beneficiaram o período comparativo.

Motion

Os pedidos subiram 1% (1% menores em dólares). Regionalmente, a Europa foi sólida e a AMEA cresceu um pouco, enquanto as Américas desaceleraram. A carteira de pedidos aumentou 4% (1% em dólares). As receitas aumentaram 3% (1% em dólares). A margem operacional do EBITA expandiu 50 pontos-base em relação a igual período do ano anterior, atingindo 17,8%, devido à forte execução do projeto e ao gerenciamento contínuo de custos.

Robotics & Discrete Automation

Os pedidos foram 16% menores (18% em dólares), refletindo uma base de comparação difícil e mercados desafiadores em todas as regiões. Os desafios permaneceram particularmente fortes para a robótica nos setores automotivo tradicional e correlatos ao setor automotivo, bem como a 3C, enquanto a automação de máquina mostrou mais resiliência. A carteira de pedidos aumentou 2% (2% menor em dólares). A receita foi 3% menor (6% em dólares), apoiada por uma forte execução de pendências. A margem operacional do EBITA de 12,9% ficou 230 pontos base abaixo do nível do ano anterior, refletindo volumes mais baixos e mix adverso, parcialmente mitigado por medidas de custo.

Transformação em progresso

A transformação da ABB em uma organização mais simples, ágil e focada no cliente está bem encaminhada. Um foco principal do trabalho do sistema operacional ABB (ABB-OS) no ano até o momento foi redefinir a forma como a ABB está organizada. A reatribuição de funcionários do Grupo em funções e países para os negócios foi totalmente definida em 1º de outubro de 2019. Espera-se que o desmantelamento da estrutura regional do Grupo seja amplamente concluído até o final do ano.

Ao implementar o programa de simplificação, a ABB espera um total de aproximadamente US$ 500 milhões em reduções anuais de taxa de execução em todo o Grupo. Espera atingir a taxa de execução entre US$ 150-200 milhões prevista para 2019 e a taxa de execução completa prevista para 2021.

O trabalho para o carve-out de Power Grids continua. A maioria dos ex-funcionários do Grupo em funções ou países que apoiarão a futura organização está em processo de transferência. A ABB espera que Power Grids esteja operacional de forma autônoma da ABB a partir de 1º de janeiro de 2020. A ABB está a caminho de fechar a transação no primeiro semestre de 2020.

Mais informações

Os slides do press release e apresentação dos resultados do terceiro trimestre estão disponíveis no ABB News Center em www.abb.com/news e na página de Relações com Investidores em www.abb.com/investorrelations.

A ABB (ABBN: SIX Swiss Ex) é líder em tecnologia que está impulsionando a transformação digital das indústrias. Com um histórico de inovação que abrange mais de 130 anos, a ABB possui quatro negócios líderes globais focados no cliente: Electrification, Industrial Automation, Motion e Robotics & Discrete Automation, suportados pela plataforma digital ABB Ability™. O negócio de Power Grids da ABB será desinvestido para a Hitachi em 2020. A ABB opera em mais de 100 países, e conta com cerca de 147.000 funcionários. www.abb.com.br

Aviso importante sobre informações prospectivas

Este press release inclui informações e declarações prospectivas, bem como outras declarações sobre as perspectivas de nossos negócios, incluindo aquelas nas seções deste release intituladas “Perspectiva de curto prazo”, “EBITA operacional”, “Fluxo de caixa das atividades operacionais”, “Atualização da transformação” e “Perspectivas de curto e longo prazo”.

Essas declarações baseiam-se nas atuais expectativas, estimativas e projeções sobre os fatores que podem afetar nosso desempenho futuro, incluindo as condições econômicas globais, as condições econômicas das regiões e os principais mercados da ABB Ltda. Essas expectativas, estimativas e projeções são geralmente identificáveis ​​por declarações contendo palavras como “antecipa”, “visa”, “espera”, “acredita”, “estima”, “metas”, “planos”, “é provável”, “pretende” ou expressões semelhantes. No entanto, existem muitos riscos e incertezas, muitos dos quais estão além do nosso controle, que podem fazer com que nossos resultados reais sejam materialmente diferentes das informações prospectivas e declarações feitas neste press release e que podem afetar nossa capacidade de alcançar qualquer ou todos os nossos alvos declarados.

Os fatores importantes que podem causar tais diferenças incluem, entre outros, riscos de negócios associados ao ambiente econômico global volátil e condições políticas, custos associados às atividades de conformidade, aceitação do mercado de novos produtos e serviços, mudanças nos regulamentos governamentais e taxas de câmbio, entre outros fatores que podem ser discutidos de tempos em tempos nos registros da ABB Ltd junto à U.S. Securitiesand Exchange Commission, incluindo seus Relatórios Anuais no Formulário 20-F. Embora a ABB Ltd acredite que suas expectativas refletidas em qualquer declaração prospectiva sejam baseadas em suposições razoáveis, ela não pode garantir que essas expectativas serão alcançadas.

Endnotes

Links

Fale com a gente

Downloads

Compartilhe este artigo

Facebook LinkedIn Twitter WhatsApp