Crescimento sólido

DESTAQUES DO ANO COMPLETO 2018

  • Aumento total de encomendas + 8% 1, em todas as divisões e regiões
  • Aumento da faturação + 4%, forte crescimento na Robotics and Motion
  • Backlog de encomendas+ 6% no final do ano, Book-to-Bill ratio em 1,03x
  • A ABB Ability™ impulsiona o crescimento em todas as divisões
  • Margem EBITA Operacional 10,9% , impactada por um conjunto de 250 pontos base devido a custos de transição, os custos de projetos herdados não essenciais e a dissolução da GEIS
  • Lucro líquido 2.173 milhões de dólares , -2%
  • Cash flow das atividades operacionais aproximadamente 3.000 milhões de dólares

- A nova ABB anunciou

• Foco de portfólio em indústrias digitais através de alienação de Power Grids
• Simplificação do modelo de negócio e estrutura
• Moldar quatro negócios líderes alinhados com as tendências do cliente

  • Aquisição da GEIS concluída a 30 de junho de 2018
  • CHF 0,80 por dividendo de ações proposto

DESTAQUES DO 4º TRIMESTRE

  • Aumento total de encomendas + 7%, em todas as divisões e regiões
  • Faturação + 5%
  • Margem EBITA Operacional 7,9%, impactada por um conjunto de 400 bps devido a custos irrecuperáveis, encargos para projetos não-centrais herdados e diluição da GEIS
  • Cash flow sólido das atividades operacionais, aproximadamente 1.900 milhões
  • Sylvia Hill irá suceder Jean-Christophe Deslarzes como Chief Human Resources Officer e membro do Comité Executivo, a partir de 1 de junho de 2019

Principais números

Variação

Variação

Em milhões de dólares salvo indicação contrária)

Q4 2018

Q4 2017

Recast

US$

Comparativo


FY 2018

FY 2017

Recast

US$

Comparativo

Encomendas

6,985

6,328

+10%

+7%

28,590

25,034

+14%

+8%

Faturação

7,395

6,804

+9%

+5%

27,662

25,196

+10%

+4%

Faturação das operações

275

324

-15%


2,226

2,230

0%


EBITA operacional

584

664

-12%

-10%3

3,005

2,817

+7%

+5%3

Em % de faturação operativa

7.9%

9.7%

-1.8pts


10.9%

11.2%

-0.3pts


Faturação de operações contínuas, líquidas de impostos

210

214

-2%


1,575

1,519

4%


Lucro líquido atribuível à ABB

317

393

-19%


2,173

2,213

-2%


Lucro líquido por ação (USD)

0.15

0.18

-19%4


1.02

1.04

-2%4


Lucro operacional por ação (USD)

0.30

0.33

-9%4

-6%4

1.33

1.25

+7%4

+8%4

Cash flow operacional

1,867

1,869

0%


2,924

3,799

-23%


A 17 de dezembro de 2018, a ABB anunciou a venda da sua divisão Power Grids. Consequentemente, os resultados do negócio da Power Grids são apresentados como operações descontinuadas. Os resultados da empresa para todos os períodos foram ajustados em conformidade.

"Em 2018, trouxemos a empresa de volta ao crescimento e entregamos um crescimento sólido de encomendas e faturação. Conduzimos um ímpeto com a oferta principal da Robotics&Motion e desempenhamos um papel importante na recuperação em curso das indústrias de processos com nossos negócios na automatização industrial e soluções digitais ABB Ability™. Continuaremos a impulsionar as melhorias operacionais na Electrification Products e no Grupo em geral ", disse o CEO da ABB, Ulrich Spiesshofer.

"No final de 2018, definimos o curso para uma nova ABB como líder de tecnologia pioneira em indústrias digitais. Anunciámos três ações de transformação para focar o nosso portfólio, simplificar e redefinir fundamentalmente o nosso modelo de negócios, bem como fortalecer as principais posições de negócios da nossa empresa. A nossa confiança no futuro da ABB reflete-se na proposta do 10º aumento consecutivo de dividendos para 0,80 CHF . "

Perspetiva a curto prazo

Os sinais macroeconómicos tendem a ser positivos na Europa e nos Estados Unidos, com um crescimento esperado na China. O mercado global está de volta ao crescimento, embora ainda afetado por incertezas em várias partes do mundo. Espera-se que os preços do petróleo e os efeitos da conversão cambial continuem a influenciar os resultados da empresa.

Resultados completos do Grupo 2018

A ABB conseguiu um forte desempenho de encomendas e faturação em 2018. A oferta de soluções digitais do Grupo, a ABB Ability™, continuou a construir a sua posição de líder no mercado. As encomendas totais foram 8 por cento mais elevadas (14 por cento em dólares americanos) com contribuições bastante positivas da Robotics and Motion e Industrial Automation assim como o desempenho contínuo da Electrification Products. As encomendas totais apresentaram uma tendência de crescimento semelhante em todas as regiões. As encomendas de base (encomendas base são classificadas como encomendas inferiores a 15 milhões de dólares) melhoraram 6 por cento (14 por cento em dólares americanos) em 2018, subindo em todas as divisões e regiões. As grandes encomendas aumentaram 45 por cento (20 por cento em dólares americanos), ainda que comparadas com uma base baixa, e representou 7 por cento do total de encomendas, em comparação com 6 por cento no ano anterior. As encomendas de serviços foram 7 por cento mais elevadas (12 por cento em dólares americanos) e agora estão em 19 por cento do total de encomendas.

A faturação melhorou 4 por cento (10 por cento em dólares americanos) para 27.662 milhões de dólares. A faturação cresceu em todas as divisões, com um forte desempenho da Robotics&Motion e contribuições robustas da Electrification Products e Industrial Automation. A faturação dos serviços aumentou cerca de 7 por cento (11 por cento em dólares americanos) para 19 por cento da faturação do grupo. O índice book-to-bill situou-se em 1,03x em 2018 em comparação com 0,99x no ano anterior.

A ABB continuou a transferir o seu centro de gravidade, diminuindo o risco do portfolio e melhorando as perspetivas de crescimento orgânico. A saída das atividades EPC (Engineering, Procurement e Construction) progrediu à medida que a ABB transferiu o seu negócio de subestação CA chave na mão para a Linxon, uma nova joint-venture com a SNC Lavalin. A ABB continua a desfazer os restantes contratos EPC, que impactaram os resultados do período para a unidade não essencial, Corporativa e outras. A ABB reforçou a competitividade da divisão Electrification Products através da aquisição da GE Industrial Solutions (“GEIS”) a 30 de junho de 2018. Os esforços de integração estão em andamento. O desempenho da GEIS no segundo semestre de 2018 está em consonância com as expectativas da gestão.

A ABB anunciou ações fundamentais para focar, simplificar e liderar em indústrias digitais a 17 de dezembro de 2018. As ações do grupo incluíram o desinvestimento no negócio da Power Grids. Como consequência da venda anunciada, os resultados do negócio da Power Grids são agora apresentados como operações descontinuadas e o Grupo refletiu os custos da transição no seu resultado de EBITA operacional para os períodos de 2017 e 2018, de acordo com a orientação fornecida como parte do anúncio de 17 de dezembro de 2018. Os custos da transição são os serviços fornecidos pelo Grupo à Power Grids que não se qualificam para serem relatados como operações descontinuadas. Esses serviços incluem imóveis, IT e outros serviços corporativos partilhados. A empresa espera que a grande maioria desses custos seja transferida para as Power Grids ou eliminada com o fecho da transação, que se prevê aconteça no primeiro semestre de 2020.

O EBITA operacional da empresa em 2018 atingiu os 3,005 milhões de dólares, um aumento de 7 por cento em dólares norte-americanos (5 por cento em moedas locais), incluindo os custos de transição de 297 milhões. A margem de EBITA operacional foi de 10,9%, incluindo 110 pontos base relacionados a custos de transição, bem como uma taxa de 100 pontos base relacionada com a actividades de negócios não essenciais herdados, e de 40 pontos base da diluição da GEIS.

O lucro líquido atribuível à ABB de 2.173 milhões de dólares foi 2% inferior em comparação com 2017. Lucro líquido por ação foi 2 por cento mais baixo em 1.02 (USD). O lucro líquido operacional de 1.33 (USD), até 8 por cento em moeda constante.

O cash flow das atividades operacionais de 2.924 milhões de dólares para o ano inteiro foi 23 por cento ano mais baixo. Isto deveu-se principalmente às operações descontinuadas, bem como o tempo menos favorável de pagamento de impostos. O Net working capital de 2.584 milhões de dólares representou 9 por cento da faturação no final de 2018, comparado a 10 por cento no final do mesmo período do ano anterior. Os investimentos do Grupo foram de 772 milhões durante o ano, no mesmo nível que em 2017. O free cash flow de 2.024 milhões de dólares esteve 31 por cento abaixo do ano anterior.

Dividendos

O conselho de administração da ABB propôs um dividendo ordinário de 0,80 francos suíços por ação para 2018, sujeito à aprovação do acionista na Assembleia geral anual da companhia a 2 de maio de 2019. A proposta está em consonância com a política de dividendos da ABB de pagamento de um dividendo crescente e sustentável ao longo do tempo. O dividendo e as datas de pagamento na Suíça deverão acontecer em 2019 de maio. Mais informações estarão disponíveis no site da ABB.

Destaques de 2018

Durante 2018, a ABB registou um forte desempenho de encomendas em todas as divisões e regiões. A liderança tecnológica pioneira da empresa em indústrias digitais avançou, com a ABB Ability™ reconhecida por analistas da indústria como #1 global em Distributed Control Systems e  Enterprise Asset Management software. A ABB Ability™ foi lançada em 2017 e oferece mais de 220 soluções digitais, que permitem que as empresas aumentem a produtividade e a segurança a custos mais baixos. Por exemplo, a ABB e a Helsinki City Transport realizaram no final de 2018 um inovador ensaio de um ferry de passageiros operado remotamente, que foi adaptado com o novo sistema da ABB, o ABB Ability™ Marine Pilot Control e dirigido a partir de um centro de controlo em Helsínquia.

A ABB continua a investir no futuro. Durante 2018, o Grupo anunciou um investimento de 100 milhões de euros na construção um campus de I&D de vanguarda na Áustria, e um investimento de 150 milhões de dólares para construir uma fabrica de robótica de última geração, incluindo também um centro de inteligência artificial de Excelência, em Xangai, China.

A aquisição da GEIS concluída a 30 de junho de 2018, reforçou a competitividade da Electrification Products, particularmente no atrativo mercado norte-americano. A ABB tem como alvo 200 milhões de dólares anuais em sinergias da GEIS até 2022.

A 17 de dezembro de 2018, a ABB anunciou a venda do seu negócio Power Grids, expandindo assim a parceria existente com a Hitachi. Paralelamente, a ABB anunciou a sua intenção de simplificar a estrutura de negócios e de moldar quatro novos negócios principais: Electrification, Industrial Automation, Motion, e Robotics and Discrete Automation. A ABB espera uma redução total dos custos operacionais anuais de 500 milhões dólares em todo o grupo a médio prazo. Até 2020, espera-se que aproximadamente 500 milhões dólares serão assumidos por custos de reestruturação e execução não operacionais. A ABB tem como meta a médio prazo uma margem de EBITA operacional de 13-16%. Novas metas de margem para as quatro empresas estão disponíveis na atualização da estratégia ABB (mais detalhes podem ser encontrados em www.abb.com).

ABB (abbn: six swiss ex) é um líder tecnológico pioneiro em redes energéticas, produtos de eletrificação, automação industrial e robótica e movimento, com clientes globais de serviços públicos, indústria, transportes e infraestruturas. Continuando uma história de inovação com mais de 130 anos, a ABB está a escrever hoje o futuro da digitalização industrial com duas proposições de valor claro: transportar energia desde qualquer central para qualquer tomada e automatizar indústrias desde a gestão de recursos naturais até à entrega do produto final. Como patrocinadora oficial da fórmula E, a competição internacional de automobilismo FIA totalmente elétrica, a ABB está a desafiar os limites da mobilidade elétrica contribuindo para um futuro sustentável. A ABB opera em mais de 100 países com cerca de 147.000 empregados.

Links

Contacte-nos

Transferências

Partilhe este artigo

Facebook LinkedIn Twitter WhatsApp