Global site

O site da ABB utiliza cookies. Ao permanecer nesta página, você concordo com a utilização de cookies. Saiba mais

Mineração no Próximo Nível

A convergência tecnológica induz progressos em eficiência e produtividade na mineração

Buscando informações sobre suporte ou vendas?

Embora a tendência da demanda por commodities no longo prazo seja de crescimento, no momento a indústria mineradora enfrenta um conjunto de desafios único. A solução destes, bem como o futuro da mineração, estão na automação e integração.

Embora a tendência da demanda por commodities no longo prazo seja de crescimento, no momento a indústria mineradora enfrenta um conjunto de desafios único: a pressão da competição leva os mineradores a procurar meios de aumentar a produtividade de suas operações, reduzir os custos por tonelada produzida e estender a vida útil dos locais de mineração ou implementar novos. É preciso elevar ainda a produtividade de pessoas e ativos, de vez que os preços presentemente estabilizados das commodities, os custos de produção crescentes e a alta volatilidade vêm obrigando os mineradores a reduzir seus gastos de capital. Com efeito, a melhoria da produtividade vêm rapidamente se tornando um diferencial competitivo chave, integrando os modelos econômicos prospectivos.

Some-se a isso o envelhecimento da mão de obra. Assim como em outras indústrias, o perfil etário na mineração vem progredindo lentamente para uma predominância dos estratos mais velhos e aqueles que se aposentam levam consigo seus valiosos know-how e experiência. A situação se exacerba com a localização remota e inóspita de muitas minas, que dificulta a atração e especialistas e o recrutamento e manutenção de pessoal competente.

A solução de todos estes desafios, bem como o futuro da mineração, estão na automação e integração das informações e no uso deste conhecimento para a otimização em tempo real dos processos de mineração. 

Uma visão integrada

A automação não é uma novidade para a mineração, mas seu uso nas minas é, em geral, mais básico que o de outras indústrias, frequentemente limitado ao mero controle de motores, equipamentos e partes de alguns processos.

Além disso, minas costumam contar com grandes quantidades de equipamentos e sistemas de fornecedores diferentes. Cada uma destas “ilhas de automação” pode ter seus próprios dados, formatos de dados e interfaces, e os operadores e pessoal de sala de controle devem varrer uma pletora de telas conceitualmente desconexas entre si para coordenar diferentes partes do processo.

Por isso, a chave do futuro da mineração está na total integração dos dados e processos de trabalho, importando em convergência que canalizará mais e mais informação dos sistemas em tempo real para os softwares de forma a enriquecer as quatro áreas chave que aumentarão a eficiência, responsividade e lucratividade da cadeia de valor em mineração:

Produção inteligente, com maior produtividade das pessoas e ativos
A integração dos dados pode aumentar dramaticamente a eficiência da produção e sua produtividade. Isso é possível mediante:
- Otimização dos processos com base nas propriedades dos minérios
- Metas de produção otimizadas a partir das condições do mercado
- Comunicação sem fio permitindo a gestão opcional “just-in-time” dos processos

Resposta inteligente em tempo real às condições críticas de ativos
A falha de um ativo de produção crítico pode impactar catastroficamente nas metas de produção. A perda resultante de uma falha na esteira transportadora principal, por exemplo, pode chegar às centenas de milhares de dólares por hora. Um sistema moderno de otimização de ativos pode ajudar as minas a passar de estratégias de manutenção reativas a preditivas, evitando manutenção desnecessária e reduzindo os custos de operação. Soluções de automação estendida como o System 800xA podem integrar modernos sistemas de manutenção de fornecedores tais como IBM, SAP e Ventyx. Com isso, é possível utilizar os dados em tempo real referentes às condições dos ativos para agilizar a eficiência da manutenção e permitir monitoramento com base nas condições.

Planejamento com base na demanda, para maior lucratividade
A cadeia de suprimentos em mineração vai da extração das matérias primas ao transporte dos produtos ao consumidor final. Para atender as metas de produção e produtividade as mineradoras devem obter elevados desempenho operacional e eficiência em seus processos de cadeia produtiva. Melhor integração e automação das operações das plantas processadoras, planejamento das minas e gestão/manutenção dos ativos darão garantia de que o produto certo esteja disponível no momento certo, além de garantir que os pedidos dos clientes serão aceitos somente quando a cadeia de suprimentos for capaz de atendê-los e, assim, aumentar o poder de negociação e melhorar a gestão de riscos. Mais ainda, essa visão unificada garante que se possa programar a manutenção dos equipamentos de forma a minimizar seu impacto na programação da produção, ao mesmo tempo em que se mantém o nível desejado de disponibilidade.

Menores consumo energético e geração de resíduos
As melhorias em eficiência energética não provêm tão somente das melhorias em processos e tecnologias de mineração, mas igualmente da maior visibilidade e controle dos processos ao longo da cadeia de valor mediante integração das informações e otimização dos processos.

Centros de operação remotos proporcionando visibilidade
As minas do futuro serão operadas a partir de centrais de operação remotas. Dados de todos os pontos da operação fluirão juntos, permitindo uma gestão precisa da mineração – da rocha bruta ao consumidor final – e os recursos e a produção serão otimizados ao longo de múltiplos locais.

Downloads e multimídia (conteúdos em inglês)