Rogério Alves Torres - 35 anos de ABB

Histórias de vida entrelaçadas

A trajetória de Rogério Alves Torres, projetista sênior da IAEN, se funde com a história da ABB no Brasil. Ele viveu todas as transições de cultura organizacional da empresa até o momento. 

Essa cumplicidade começou quando ele estava terminando o ginásio (atual ensino fundamental), com apenas 14 anos de idade, e buscava um emprego. O ano era 1977 e a partir daquele momento foi dado início a essa relação que este ano completou 35 anos.  

“Eu comecei a trabalhar como mensageiro na então Indústria Elétrica Brown Boveri. As vagas eram muito concorridas e eu só fiquei sabendo que havia uma disponível porque perguntei na portaria se havia alguma oportunidade de emprego para trabalhar na empresa. Eles me encaminharam para o RH que agendou uma entrevista para o dia seguinte e acabei sendo o escolhido. Nessa época eu ainda estava no ginásio, mas já tinha feito um curso de desenho técnico. Depois fui estudar eletrotécnica no ITO – Instituto Técnico de Osasco. Com isso, em abril de 1981 consegui uma oportunidade para trabalhar como desenhista júnior na Engenharia”, relembra.

Convite irrecusável em plena lua de mel

O início de trajetória de Rogério teve uma pequena interrupção por conta de um período de crise econômica que o país enfrentou. Ele ficou três anos fora da BBC. Nesse período trabalhou em outras empresas e resolveu se casar. Em plena lua de mel, recebeu um convite irrecusável de voltar a trabalhar na Engenharia da BBC como desenhista projetista.

“Após um tempo do meu retorno houve a fusão entre a Asea e a BBC, por volta de 1989, e acabei sendo transferido para a unidade de Guarulhos, onde permaneci por cerca de 20 anos como projetista elétrico no departamento de Subestações. Nesse meio tempo, me graduei em Bacharel em Ciência da Computação e passei a trabalhar na Service com comissionamento de automação de subestações, o que me levou a viajar muito a trabalho. Quando meu filho nasceu resolvi que precisava ficar mais perto da família e acabei sendo convidado a trabalhar na área de Service de Média Tensão em Guarulhos e posteriormente em Osasco onde me encontro até hoje”, conta.

Conhecimento técnico

Em função do seu conhecimento técnico, Rogério passou por vários departamentos, auxiliando a empresa em diversas áreas. Uma reestruturação o levou  de volta a viajar a trabalho, inclusive teve a oportunidade de trabalhar embarcado em plataformas como SBM e Equinor na Bacia de Campos (RJ). De lá para cá, Rogério abraçou de vez a área de serviços de campo técnico.

“Eu passei por diversas áreas e aprendi muito ao longo dos anos, o que me permite hoje auxiliar os mais novos, ao mesmo tempo que estou sempre aprendendo. A ABB é uma empresa muito dinâmica e quando fazemos o que gostamos não percebemos o tempo passar. Além disso, eu sempre tive muita sorte de trabalhar com profissionais dispostos a compartilhar conhecimento. Sempre contei com o apoio dos colegas e da empresa, até mesmo diante de problemas de saúde em família. Tenho orgulho de trabalhar na ABB pela empresa que ela é o respeito que tem pelos seus funcionários”, revela.

Comente essa e outras histórias junto conosco em nossas mídias sociais!
Facebook LinkedIn YouTube Instagram
Select region / language