A importância da proteção de energia para as indústrias modernas

Os eventos de fornecimento de energia, como as faltas de energia, as quedas e os picos, representam uma das maiores ameaças para os fabricantes e instalações industriais em todo o mundo.

Para estas organizações, os danos causados até mesmo por uma interrupção momentânea de um fornecimento limpo de eletricidade podem ser devastadores. Com a frequência e a gravidade das interrupções de energia em ascensão, muitas destas instalações estão a optar por instalar sistemas de proteção de energia para proteger os equipamentos e manter a produtividade mesmo sob condições energéticas extremas. Aqui, analisamos os perigos das flutuações do fornecimento de energia e como equipamentos como condicionadores de tensão e fontes de alimentação ininterruptas podem proteger as nossas indústrias contra danos.

Para a maioria das pessoas, os cortes de energia não são mais do que um incómodo pouco frequente. No entanto, para grandes organizações e instalações industriais, as mesmas são uma séria ameaça: A General Electric estima que um terço das empresas perderia mais de $50.000 em apenas uma hora sem eletricidade, enquanto que para as empresas maiores esse número poderia subir até US6,5 milhões.

Os fabricantes e as organizações industriais são particularmente vulneráveis às anomalias de fornecimento de energia. Para indústrias que produzem automóveis, aparelhos eletrónicos, alimentos e bebidas, produtos farmacêuticos ou operam equipamentos médicos; uma falha de energia que dure dez segundos pode significar muito mais do que uma interrupção momentânea na produção. Mesmo uma perda de energia incrivelmente breve pode causar sérios danos a equipamentos sensíveis, máquinas, produtos finais e materiais e as reinicializações subsequentes podem ser incrivelmente demoradas e dispendiosas.

A extensão dos danos causados por uma falha de energia e o pico subsequente pode ser difícil de compreender. As configurações do sistema de controlo eletrónico podem reverter para as suas configurações standard e requerer reprogramação. As perdas de energia no meio de um estado crítico na produção ou síntese pode arruinar os rendimentos e acabar desperdiçando materiais dispendiosos. O aumento dos níveis de automação na indústria moderna significa que o impacto negativo dos cortes de energia é cada vez mais significativo.

Mesmo as quedas temporárias de tensão podem provocar uma série de problemas para as instalações industriais. Estas "quedas" de tensão representam mais de 92% de todos os eventos de qualidade de energia, tornando-os, sem qualquer dúvida, o problema mais comum do fornecimento de energia para as empresas. Estes, tal como os "picos" de tensão, podem causar estragos em computadores, servidores e outros equipamentos elétricos sensíveis. Em maio de 2017, a British Airways foi manchete quando um evento momentâneo de fornecimento de energia forçou um Data center crucial a passar por uma reinicialização descontrolada que resultou no cancelamento de cerca de 800 voos de Gatwick em Londres. Embora a interrupção do fornecimento normal de energia tenha sido breve, estima-se que este incidente tenha custado à British Airways mais de $100 milhões.

Infelizmente, os problemas de fornecimento de energia estão a piorar em todo o mundo, tanto em frequência como em gravidade. Por exemplo, o número médio de cortes de energia nos EUA duplicou a cada cinco anos entre 2000 e 2014. As nossas infraestruturas de distribuição de energia elétrica foram originalmente desenhadas para lidar com cargas muito inferiores e lutam agora para suportar a pressão de uma população cada vez maior e da crescente dependência de equipamentos elétricos e eletrónicos.

Com isso em mente, um número cada vez maior de fábricas e instalações industriais está a optar por instalar equipamentos de proteção de energia para se protegerem contra os picos, as quedas, surtos e blackouts das nossas redes de energia envelhecidas e sobrecarregadas.

Equipamento de proteção de energia para indústria e fabrico

A ABB está consciente dos danos que podem ser causados por fornecimentos de energia imprevisíveis e desenhou uma gama de soluções avançadas de proteção de energia PCS100 para manter as indústrias em operação mesmo nas condições mais exigentes.

A gama PCS100 inclui dois Condicionadores de Tensão Ativos – PCS100 AVC-40 e PCS100 AVC-40 – desenvolvidos para garantir um fornecimento de energia contínuo e limpo durante perturbações na rede. O PCS100 AVC-40 foi desenhado para máquinas especialmente exigentes ou sensíveis, oferecendo uma gama de potência de 150 – 3600 kVA. O PCS100 AVC-20 tem uma gama de potência de 250 - 3000 kVA, o que o torna no regulador de tensão ideal para a maioria das aplicações comerciais e industriais.

Estes produtos detetam anomalias na tensão da rede elétrica e aplicam tensões de correção rapidamente, sem depender do armazenamento de energia para garantir um fornecimento de energia trifásica permanentemente limpa e fiável. As unidades são construídas para atuar de forma rápida e eficaz: cada unidade pode detetar distúrbios de tensão em 250 µs.

O PCS100 UPS-I (Fonte de Alimentação Ininterrupta) é um produto de proteção de energia que protege as cargas dos clientes durante falhas e grandes perturbações de tensão. Estes eventos podem ser causados por falhas na rede elétrica e, mais geralmente, eventos climatéricos, como relâmpagos.

O PCS100 UPS-I é uma solução para eventos de religação, quedas (quebras) ou ondulações de tensão profundas e suporta cargas críticas até que a tensão da rede elétrica retorne para o especificado ou que um gerador de reserva seja iniciado. A duração do tempo de backup depende do requisito de potência da carga e da capacidade do sistema de armazenamento. A gama PCS100 UPS-I tem modelos até 3 MVA a baixa tensão, o que a torna adequada para grandes processos industriais.

Links

Contacte-nos

Transferências

Partilhe este artigo

Facebook LinkedIn Twitter WhatsApp